BlogAKI

Finaciamento Coletivo

05/07/2011 - 15h11

Empreendedorismo: todos podem ter sua barraquinha ao sol

Cresceu o número de empreendedores no Brasil, e você pode ser um deles!

Nos últimos meses, você já deve ter visto algum(a) vizinho(a), amigo(a), parente deixar o emprego de carteira assinada para se lançar na aventura do negócio próprio, tornando-se, assim, um empreendedor.  Esse fenômeno, que atinge cada vez mais pessoas no Brasil, se popularizou a partir da década de 90, com a diminuição drástica da inflação e a estabilidade econômica. Porém, só nos últimos anos começou a ganhar maior destaque e estudos dedicados no país.

Segundo analistas de mercado, abrir um negócio, hoje em dia, não é produto somente da necessidade ou da falta de opção de trabalho. Tem se tornado, cada vez mais, conseqüência da visão de mercado dos empreendedores – o “enxergar oportunidades” – e da busca constante dos profissionais por novos desafios.

Prova disso é que o número de empreendimentos abertos por oportunidade é 1,6 vezes mais do que a quantidade de empreendimentos abertos por necessidade. Graças a esse e a outros números, o Brasil se tornou o 3º país mais empreendedor do G-20 (grupo de países em desenvolvimento). Já somamos 14,6 milhões de empreendedores – o que dá 15% da população economicamente ativa, que é de pouco mais da metade dos 194 milhões de brasileiros, e 8% dessa população total. Impressionante, não?

E não há por que deixar de investir em um sonho pelo simples medo de quebrar a cara. Além de a economia do país ter  melhorado bastante – é só lembrarmos que uma parcela significativa da população brasileira está entrando para o mercado de consumo, e somente a chamada classe C cresceu 10%, entre 2002 e 2010 – o crédito para os empreendedores está mais facilitado, e há cada vez mais instituições, como o SEBRAE e agências juniores de universidades, que podem ajudar os candidatos a empreendedor a se lançarem na empreitada.

empreendedorismo

Dois exemplos de quem acreditou e conseguiu

O comerciante Paulo Henrique Salim Elkhalil, de 36 anos, trabalhava como vendedor em uma indústria de São Paulo, mas não estava satisfeito com sua carreira. Ele queria mais oportunidades, algo mais desafiador e interessante. Assim, resolveu comprar um mini-mercado, e diz estar bem mais feliz após essa escolha. “Está dando certo e me sinto bem melhor”, afirma o empresário.

Já o empreendedor Igor Senra, de 33 anos, é responsável por levantar (ou ajudar a levantar) mais de 30 empresas, entre confecções, fazendas, incorporadoras de imóveis, empresas de tecnologia e outros tipos de negócios. Sua mais recente realização é o sistema de pagamentos online MoIP, que desenvolve programas usados por vários sites de compras e mesmo por outros empreendimentos, como é o caso do ComeçAki.

São dois casos de empreendimentos que foram abertos por oportunidade e estão a pleno vapor!

empreendedorismo (1)

E você?

Também tem o sonho de sair vendendo aquele brigadeiro que todo mundo no trabalho elogia? Ou de montar um ponto de bungee jumping igualzinho àquele de onde saltou nas férias?

Você também pode se destacar como empreendedor, apostando no seu sonho e contando com o apoio, inclusive, de pessoas de todo o Brasil! Com o ComeçAki, você pode ter sucesso no seu projeto, dar forma à sua ideia e realizar seus planos.

Pretende começar um empreendimento ou conhece alguém que teve sucesso nessa jornada? Compartilhe a experiência com a gente e com os leitores do blog. ComentAki 😉

 

Fontes: IBGE, O Estado de São Paulo, Exame

COMENTE AKI! (1)

  1. A localização influi muito sobre os lucros, os clientes?

Facebook

Tags

Finaciamento Coletivo

2019 - Começaki   |   Gestão: