BlogAKI

Finaciamento Coletivo

01/07/2011 - 16h46

Vídeos colaborativos já estão ditando ritmo na cena musical

E o Skank conquistou Cannes com um clipe feito dessa maneira

O sonho que todo fã de uma banda ou músico já teve está, agora, ao alcance de todos – eu disse TODOS – , pelo menos no mundo virtual. Vídeoclipes colaborativos, em que fãs tocam com suas bandas preferidas, vêm dando passos cada vez mais largos na dança da internet 2.0.

A onda chegou ao Brasil e já tem gente fazendo história com ela. É o caso do Skank: a banda mineira está dando o que falar, dentro e fora do Brasil, por conta de um clipe colaborativo para a música “De Repente”, parceria de Samuel Rosa e Nando Reis. No vídeo, os fãs podem aparecer cantando e tocando e “remontar” o Skank como quiserem. Depois disso, podem, também, compartilhar o que fizeram.

skank

Para participar, o internauta escolhe se vai assumir voz, guitarra, baixo ou bateria. Depois, grava sua participação, cria o vídeo e o adiciona à lista já existente no site. Em seguida, o botão “videoclipe” faz com que todos os vídeos sejam mixados e fundidos, criando um novo clipe em que o fã faz parte da banda.

A coisa foi tão bem montada que levou o Skank a conquistar o prêmio máximo na mais importante competição de Publicidade do mundo, o Festival de Cannes, finalizado há uma semana. Samuel e Cia. abiscoitaram o Leão de Ouro na categoria Relações Públicas (Melhor uso do Marketing de Mídias Sociais), em que competem trabalhos que não são peças publicitárias propriamente ditas, mas que contribuem para a boa imagem de uma marca. Moral, hein?

No texto que explica a iniciativa, o Skank reconhece a internet colaborativa como algo que pode se tornar muito maior do que é hoje (confira). Veja também o canal no YouTube, com todos os vídeos. Foram mais de 30 mil diferentes combinações do clipe!

Mas isso não é propriamente uma novidade…

Em 2008, o Capital Inicial fez um vídeo colaborativo para a música Dançando com a Lua. Nele, aparecem vídeos de vários pontos de vista, enviados pelos fãs que gravaram os filminhos em seus celulares ou câmeras.

Os moonwalkings mais legais do mundo

Fazendo jus à memória do músico mais criativo de todos os tempos, foi produzido um clipe colaborativo para a música Behind the Mask, do álbum póstumo de Michael Jackson, Michael. O trabalho foi lançado há poucos dias e apresenta números tão superlativos quanto a obra do Rei do Pop: formado por nada menos que cerca de 15 MIL vídeos, enviados por 1,5 mil fãs de mais de 100 países, contabilizando praticamente 2 milhões de acessos em 2 semanas.

Para participar, os fãs enviaram seus vídeos para o site oficial do cantor. As peças foram, então, selecionadas e compiladas pelo diretor Dennis Liu. Para quem foi fã ou apenas admirou as sacadas de MJ, o resultado é simplesmente de arrepiar.

Música e merchandising

A banda Pato Fu também entrou na onda e, juntamente com uma marca de pomadas para bebês, está desenvolvendo o que será “o primeiro vídeo clipe colaborativo feito através de fotos de bebês enviadas pela internet”. Os participantes já foram selecionados, todos na faixa de 0 a 4 aninhos. Agora, é esperar pelo resultado, que tem tudo para ser fofíssimo.

E você, participou de um clipe colaborativo ou pretende participar?

Fala aí pra gente, no nosso espaço de comentários!

COMENTE AKI! (0)

Facebook

Tags

Finaciamento Coletivo

2019 - Começaki   |   Gestão: