BlogAKI

Finaciamento Coletivo

27/05/2011 - 11h19

Eles são da paz. E estarão no ComeçAki

Representante fala sobre as expectativas da ONG e dá dicas para quem está começando na área

Você já tentou “fazer uma pomba” com as mãos, em sinal de paz? A gente, já!

Esse gesto certamente se popularizou porque é a marca da organização de referência em prevenção à violência no Brasil, o Instituto Sou da Paz. Há mais de 10 anos presente em iniciativas nacionais de relevância no tema, o Sou da Paz atua em seis grandes áreas: Adolescência e Juventude, Promoção da Cultura de Paz, Controle de Armas, Gestão Local da Segurança Pública, Polícia e Justiça Criminal. Desenvolve projetos com os públicos e nos locais mais afetados pela violência, através de diversas estratégias, entre elas o desenvolvimento de projetos de caráter cultural, educacional e esportivo.

É um dos grandes promotores do desarmamento junto à sociedade, não só engajando-se em campanhas e discussões governamentais voltadas sobre o assunto, como também na promoção de uma Cultura de Paz – o Instituto faz campanhas até contra as armas de brinquedo.

O Sou da Paz se vale de diversas formas de captação de recursos para fazer a diferença na vida de quem é afetado pela violência. Agora, o Instituto nos honra em ser um de nossos primeiros parceiros na categoria Social do ComeçAki!

Para saber quais as expectativas da ONG em relação ao Financiamento Coletivo, a reportagem do BlogAki conversou com Janaina Baladez, Coordenadora de Mobilização de Recursos do Sou da Paz. Confira nosso bate-papo:

BlogAki – Vocês já têm uma prática e uma cultura de captação de recursos via internet. Poderiam nos falar um pouco sobre essa experiência?

Janaina – A internet é uma ferramenta essencial para captação de recursos. É por meio dela que as pessoas chegam aos canais de contribuição do Sou da Paz e podem acessar informações sobre o nosso trabalho.

Acessando o site do Instituto (www.soudapaz.org), é possível fazer uma doação única ou virar nosso sócio contribuinte, com doações mensais, trimestrais ou anuais, via cartão de crédito ou débito em conta. Além disso, temos uma loja online de produtos do Sou da Paz, tais como camisetas, cadernos, bottons, ecobag, entre outros.

Essas são formas de colaborar com o Sou da Paz, nos ajudando diretamente na manutenção de projetos que têm como foco principal a prevenção da violência no Brasil.

Estamos presentes nas mídias sociais como Twitter, Facebook, YouTube e Flickr. Dessa forma, o internauta pode acessar informações a respeito do Sou da Paz, participar de debates e interagir com a gente.

BlogAki – Ao visitar o site, percebemos que o Instituto Sou da Paz acredita na internet. Seu relato, agora, nos faz ter certeza disso! Qual a expectativa em usar uma plataforma web colaborativa como via de arrecadação de verbas para projetos?

Janaina – Essa plataforma é nova no Brasil, é necessário incentivar a cultura do investimento social entre as pessoas em nosso país. Esse é um bom caminho para que as pessoas se aproximem das ações sociais e sejam investidores diretos nos benefícios que o projeto traz.

O Sou da Paz tem como estratégia o desenvolvimento de projetos inovadores para trabalhar a prevenção da violência. No caso específico do programa Juventude, Gênero e Espaço Público, para o qual arrecadaremos recursos via ComeçAki, estamos trabalhando com jovens, moradores em regiões de alta vulnerabilidade social. Acreditamos que os colaboradores do ComeçAki entenderão a relevância do projeto e serão nossos parceiros nessa empreitada.

BlogAki – Muitas ONGs iniciantes certamente querem saber qual o “caminho das pedras” para ter uma forte presença na internet, a exemplo do Sou da Paz. Que conselhos ou dicas vocês têm para quem está começando?

Janaina – É necessário fazer um planejamento para se estabelecer aonde a ONG quer chegar e com qual objetivo. Depois, é necessário definir estratégias e executá-las aos poucos, para que o trabalho seja consistente, e para que o internauta encontre informações relevantes sobre esse trabalho e se sinta simpático à causa.

As ferramentas da internet devem ser a expressão online do trabalho que a ONG já executa.

::::::::::::::::::::::::::::::::::

Legal, não? Quando nossa plataforma estiver no ar, esperamos a sua colaboração para que mais um importante projeto do Instituto Sou da Paz se torne realidade!